perdemos quase 6 mil vidas em 1 ano

Anelaria




Se a gente não entender que o coronavírus mata, a pandemia nunca vai acabar.

E, em Santos, temos uma nova média histórica de mortes

Desde 2003, o Brasil registra as Estatísticas do Registro Civil. Em resumo, a série histórica usa os dados abastecidos em tempo real pelos Cartórios de Registro Civil do país sobre:

  • Nascimentos;
  • Casamentos;
  • Óbitos.

Quem administra tudo é a Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil). Eles cruzam esses números com dados históricos do IBGE. E a atualização mais recente, sobre o ano da pandemia, não é nada animadora para os santistas.

De acordo com o estudo, a crise de saúde pública instalada em razão da COVID-19 e o colapso hospitalar resultou no aumento do número de mortes em domicílios por aqui. Também cresceram os falecimentos por doenças respiratórias e cardíacas.

Usar máscara PFF2 ou caseira? O que se sabe sobre máscaras um ano depois

Santos completou o ano da pandemia com um total de quase 6 mil mortos

O número é um recorde desde o início da série, em 2003.

Por ano da pandemia, entende-se o período entre março de 2020 e fevereiro de 2021. Nele, Santos teve 5.577 mortes, um total de 1.518 falecimentos a mais do que a média dos mesmos períodos desde 2003. E, já que foram 1.248 vidas perdidas para a COVID-19 (+ 52 em investigação), é possível dizer de quem é a culpa, certo?

Isso significa um crescimento de 37,3% de óbitos em relação à média histórica. Já na comparação em relação ao exato ano anterior da pandemia, março de 2019 a fevereiro de 2020, o aumento foi de 28% no número de falecimentos.

Número de mortes na pandemia em Santos em 2021

Já que acabamos de sair de um lockdown, a Arpen também levantou os dados do último mês de fevereiro. Em comparação com 2020, houve um crescimento de 17,6% no número de mortes por aqui.

Foram 407 óbitos registrados pelos cartórios em fevereiro deste ano.

De acordo com os especialistas, o número de óbitos ainda pode vir a aumentar. Isso porque os prazos para registros chegam a prever um intervalo de até 15 dias entre o falecimento e o lançamento do registro no Portal da Transparência.



Anelaria

FACEBOOK | INSTAGRAM


Fonte: https://www.juicysantos.com.br/vida-013 Tic Brei/novidades-da-cidade/mortes-na-pandemia-em-santos/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compra garantida pelo Mercado Pago


  • Sem produtos na sacola.
Iniciar conversa
Se precisar, 🔥