Como “Space Jam” se tornou o filme clássico de uma geração

Anelaria




Se você foi uma criança ou adolescente dos anos 90, é bem capaz que “Space Jam” tenha impactado sua vida em algum nível. Você pode não ter ter virado fã de basquete ou adotado Michael Jordan como ídolo por causa do filme (como muita gente fez), mas com certeza se lembra das músicas, das cenas, do uniforme ou de algum aspecto de sua existência, certo? E isso nunca mais vai sair de sua memória.

25 anos depois de seu lançamento, “Space Jam” continua uma referência cultural e visual para milhões de pessoas. Seu legado continua a florescer. Não à toa o anúncio de uma sequência estrelada por LeBron James a ser lançada em 2021 (chamada justamente de “Space Jam: um novo legado“) causou tanto hype entre os fãs.

Mas o que explica isso? O que transforma um filme infantil sobre esporte em um clássico cult de uma geração? Ainda mais uma produção em que o ator principal é um atleta com capacidades de atuação, digamos, limitadas e os coadjuvantes nem existem. Alguns fatores podem ajudar a entender.

Uma história simples

A trama de Space Jam é simples

A premissa do filme é a seguinte, caso você não saiba ou se lembre: o maior astro do basquete, Michael Jordan, é sequestrado por Pernalonga e os Looney Tunes enquanto jogava golfe. Uma vez preso no mundo deles, MJ é convencido a ajudá-los a derrotar um grupo de alienígenas (que roubaram os poderes de alguns dos melhores jogadores da NBA) em um jogo de basquete. O destino de Jordan e o da Terra dependem do resultado.

É tão simples que chega a ser ruim. Mas isso facilita que qualquer pessoa consiga se envolver com a trama. É um jogo (o “jogo do século”, como no título em português), há um time mau e um time bom, temos que torcer por ele. Ah, e esse time tem o Michael Jordan e o Patolino juntos.

A redenção de Michael Jordan

A volta por cima de Michael Jordan

Na época, Michael Jordan estava aposentado. O melhor jogador de basquete de todos os tempos cansou da NBA e decidiu parar para jogar beisebol. Ninguém entendia a decisão – assim como ninguém entendia por que Jordan era tão escroto como pessoa.

Inegavelmente o melhor atleta do mundo, ele também era conhecido por xingar seus companheiros, ser um viciado em jogos e apostas e humilhar física e mentalmente qualquer oponente. Era um cara fodão, mas enigmático e meio errático. Ninguém conhecia seu lado simpático ou amistoso. E Space Jam mudou isso.

A imagem de MJ foi tão aliviada que ele voltou ao basquete depois do filme com um status ainda mais diferenciado. Além de melhor jogador do mundo, e uma das maiores celebridades vivas, ele era também um astro do cinema. Depois disso, ganhou mais três títulos da NBA e se firmou de vez como maior da história.

A influência sobre a NBA

O boom da NBA

O filme não tem só o melhor jogador do planeta, o “elenco de apoio” também é bem bom. Os jogadores da NBA que têm o talento roubado pelos alienígenas são Charles Barkley, Patrick Ewing, Muggsy Bogues, Larry Johnson e Shawn Bradley, quase todos All-Stars na época. Além deles, outras personalidades da liga aparecem em algum momento.

Isso reflete o momento que vivia a NBA. A nova geração de craques era incrível, os jogos se tornaram cada vez mais espetaculares, a audiência explodia ao redor do mundo. “Space Jam” encapsulou esse crescimento, ajudando a formar uma legião de jovens fãs da liga – incluindo alguns que virariam novos craques, como o próprio LeBron James.

Precisamos falar de Bill Murray

Bill Murray, uma ótima presença em Space Jam

O filme não tem só atletas nos papéis principais de humanos. A participação de Bill Murray – cheia de referências e metalinguagem – é um dos maiores feitos da obra ao mostrar um “cara real” no meio daquela bagunça nonsense da trama, jogando lado a lado com MJ e Pernalonga. Não é seu melhor trabalho, óbvio, mas para muita gente é um dos filmes de Murray que ajudou a construir sua imagem como algo mais do que um mero ator de comédias: uma entidade do cinema.

A trilha sonora única

“Fly like an eagle”, “I believe I can fly”, Seal, Coolio, R. Kelly e muito mais. Pelo menos até “Pantera Negra”, nenhuma trilha sonora de filme tinha sido tão ousada em unir artistas conhecidos em faixas memoráveis. “Space Jam”, a faixa-título, é a música de uma geração inteira de jogadores e fãs de esporte. Além disso, quantas trilhas sonoras de filmes têm sua própria seção no Reddit com mais de 36 mil assinantes? Poucas, provavelmente.

O site incrível

Antes das redes sociais, era comum que Hollywood lançasse sites próprios para promover filmes, com informações sobre a produção, o elenco, links para comprar merchandising, etc. “Space Jam” também ganhou o seu. Acontece que spacejam.com ainda está online – exatamente com o mesmo design que foi lançado.

O estilo de “Space Jam”

Os uniformes do Tune Squad

Poucas crianças não desejaram do fundo de suas almas um uniforme do Tune Squad – o time de Michael Jordan e dos Looney Tunes – para usar na rua ou na escola com os amiguinhos. Logo após o filme, a Champion lançou uma versão da camisa que fez bastante sucesso (ainda hoje é possível encontrá-la, com sorte). Recentemente, a Nike (via Jordan Brand) lançou a sua também. Facilmente identificáveis, elas se tornaram símbolos de estilo em vários looks streetwear e hoje valem muita grana.

O novo uniforme do Tune Squad

Em breve, os uniformes do novo filme devem pipocar em diversas lojas pelo mundo. As cores são novas e o nome nas costas também – sai Jordan, entra James.  O peso da camisa será o mesmo? Talvez em 25 anos vamos continuar falando do legado de “Space Jam”, agora com um novo capítulo.

Anelaria

FACEBOOK | INSTAGRAM


Fonte: https://manualdohomemmoderno.com.br/comportamento/como-space-jam-se-tornou-o-filme-classico-de-uma-geracao

Compra garantida pelo Mercado Pago


  • Sem produtos na sacola.
Iniciar conversa
Se precisar, 🔥