7 lições de relacionamento que aprendemos com Barões da Pisadinha

Anelaria




Os Barões da Pisadinha têm algo a te ensinar sobre relacionamentos

Toda música pode ser uma lição de vida. Basta procurar. No caso de quem trabalha com romance, com sofrência, as músicas podem ensinar algo bem específico. É por isso que hoje vamos aprender algumas lições de relacionamento com Barões da Pisadinha.

O duo baiano que conquistou o brasil com a pisadinha – um tipo de forró puxado no sintetizador – canta muito sobre as diferentes etapas de um relacionamento. Da conquista à separação, passando ainda pela superação, pelas recaídas, pela saudade.

Cada letra ensina algo. Então separamos algumas das melhores dos Barões da Pisadinha e as lições que tiramos delas.

Já superou mesmo?

“Já tem uma semana que eu tô limpo de você ie ie, ie ie
E de olhar os seus stories não sinto saudades
Zero curtidas, zero vontade de te ver
De beijar sua boca e dormir de conchinha sem roupa
E fazer um love um love com você
Eu já te superei, certeza eu superei
Mas não manda mensagem outra vez
Senão recairei”

Lição: às vezes falamos que já superamos alguém e estamos super tranquilos, plenos, em paz. No fundo, sabemos que não é bem assim. Seja honesto com você mesmo, é melhor aceitar que está com dificuldades para superar o fim do relacionamento do que se enganar.

Ninguém “compra” date

“Entrei na rua dela com meu carro rebaixado
No meu porta-malas, escutando forró pesado
Eu logo percebi quando ela olhou pra mim
Dei a volta por cima e chamei ela pra sair
Ela aceitou o convite, a gente foi cair na farra
Duas garrafas de vinho, ficou mal intencionada
Foi no banheiro, do nada ela sumiu
Quando fui procurar, com outro cara ela sumiu”

Lição: não adianta tentar conquistar a pessoa com carrão, roupa e outras coisas desse tipo. É importante estar bem apresentável, sim, mas ninguém vai ficar com você se você não for um cara interessante. Se achar que garantiu o date porque está pagando tudo, é bem capaz de ter que falar contrariado que “tá rocheda” no fim da noite.

Sentir aquela saudade é normal

“Falou que tô com nojo da tua cara
E não quero te ver nem de graça
Digo que eu não volto nem a pau
E que tu não vale um real
Mas é só tu ligar pra mim que eu não resisto
Eu queria dizer não, mas não consigo
É só me ligar que a perna fica bamba
Bateu saudade, eu vou parar na sua cama”

Lição: não prometa o que você não poderá cumprir. Dizer que não quer ver a pessoa nunca mais, que está com raiva, ou ainda que cansou de estar naquela situação, mas não resiste à primeira crise de saudades? Ainda mais quando você está fragilizado? Acontece, então seja sincero. Em vez de brigar, proponha à pessoa um afastamento mútuo (se for sua intenção).

https://www.youtube.com/watch?v=k4xGU8xoA6w

Beber não adianta

“Você me tirou do coração
E eu não te tirei da mente
O álcool não apaga
A saudade da gente, amor, amor
Já que me ensinou a beber
Já que me ensinou a sofrer
Me ensina, por favor
Como é que faz pra te esquecer”

Lição: pode enxugar o bar inteiro que não vai adiantar nada. Como visto na música dos Barões da Pisadinha e comprovado pela ciência, o álcool não apaga ninguém da sua memória. Pelo contrário, vai reforçar experiências ruins, te deixar mais frágil e potencializar qualquer falta que estiver sentindo da pessoa. Grandes chances de acabar mandando aquela mensagem desnecessária.

Deixar de seguir pode ser uma boa

“Eu acho que eu vou deixar de seguir
Eu tenho que te ver pra acreditar
O amor que era meu, você deu pra outro usar
Você beija, eu choro
Você brinda, eu sofro
Cê tá feliz da vida, eu quase louco
Você posta sorrindo, eu vejo chorando
Digitalmente me matando”

Lição: no mundo ideal, vocês vão terminar, continuar com suas vidas e conviver bem com a ideia de que os dois seguiram em frente com outros relacionamentos. Até chegar lá, contudo, as coisas podem ser difíceis. Experimente ficar um tempo sem checar as redes sociais da pessoa, pode ajudar.

Dê tempo ao tempo

“Hoje eu acordei bem mais sensível do que ontem
Para os meus sentimentos
São recaídas, sei que vai passar
É só questão de tempo”

Lição: vai ter dia que vai doer tudo, sim. Que o coração vai apertar e a vontade vai ser só de chorar no chuveiro. Não suprima isso, é importante passar um tempo na fossa. Tenha em mente que, se você entender por que está sofrendo e souber explorar sua tristeza para sair dela, isso vai passar.

Talvez seja melhor estar sozinho

“Como é que eu vou viver a sexta-feira
Sem a farra, sem meus virotinhos
Sem minhas cachaça?
Aliança no dedo, só se for pra abrir garrafa
Me amarrar? Vou nada
Se namorar fosse bom
Ninguém tava solteiro
Pra quê pegar só uma
Se eu pego o mundo inteiro”

Lição: se você sofre muito para encontrar o equilíbrio entre sua liberdade e a entrega necessária que um relacionamento pede, talvez seja melhor passar um tempo sozinho. Barões da Pisadinha ensina que você pode curtir a sua farra (com a devida responsabilidade) e tentar novamente quando se sentir pronto. Mudanças drásticas e forçadas nunca funcionam.

Anelaria

FACEBOOK | INSTAGRAM


Fonte: https://manualdohomemmoderno.com.br/comportamento/7-licoes-de-relacionamento-que-aprendemos-com-baroes-da-pisadinha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compra garantida pelo Mercado Pago


  • Sem produtos na sacola.
Iniciar conversa
Se precisar, 🔥